Os desportos de montanha têm vindo a ganhar popularidade nos últimos anos, em larga
medida, consequência do tipo de vida (com muito pouco contacto com a natureza)
que a maior parte das pessoas leva.
Na Kreative Ideas selecionamos alguns dos desportos que se podem realizar em
montanha para que entenda em que consiste a prática de cada um.

1. Trail Running
O trail running é um tipo de corrida bastante diferente da pista e da estrada. Os
percursos por onde passam as provas de trail, podem e devem incluir trilhos técnicos,
muitas vezes inacessíveis de qualquer outra forma, sem ser a pé. Zonas montanhosas
com grandes declives, subidas de pequenos riachos, com fundos rochosos e com pouca
água, subida de pedras, entre outros tipos de piso com terrenos acidentados. Por vezes a
tecnicidade e dureza do trail running impede que os atletas consigam correr, tendo que
caminhar, saltar e subir pedras.
Normalmente são provas mais longas e o facto de terem que ser feitas em corrida lenta,
devido à dureza, muitos atletas têm que ser portadores de uma mochila ou de bidons,
para transportar consigo água e/ou suplementos alimentares, bem como outros objetos
que possam ser necessários a esta prática (GPS, bastões, etc).
É uma modalidade muito caracterizada pela competição saudável, com poucas condutas
antidesportivas, com muito respeito pela natureza e pelos outros participantes.
Pode saber mais através da ATRP- Associação de Trail Running Portugal.

 

2. Bicicleta de montanha (BTT)
Atividade desportiva praticada com bicicletas preparadas para circular fora das pistas ou
estradas. As provas podem ter uma componente cultural de contacto com a natureza ou
uma vertente de competição. Destas últimas fazem parte as provas de Down hill,
disputadas em zonas sinuosas e estreitas, de cross country e de bike trial, esta última
com o objetivo de demonstração da perícia técnica e do equilíbrio dos concorrentes.
Pode saber mais através da Federação Portuguesa de Ciclismo.

 

3. Escalada
É o desporto ou a atividade de escalar paredes de rocha, especialmente com o auxílio de
cordas e equipamentos especiais. O objetivo é atingir um ponto final ou um cume de
uma face rochosa ou de uma estrutura. Isso é feito utilizando equipamentos específicos,
dependentes da dificuldade da escalada. É um desporto com uma exigência física
elevada que combina ginástica e agilidade com o trabalho mental para executar uma
ascensão ou uma travessia.
Pode saber mais através da Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada.

 

4. Rapel
É uma actividade vertical praticada com uso de cordas e equipamentos adequados para a
descida de paredões e vãos livres bem como outras edificações.
Existem diferentes tipos: de braço, Dulfer (a corda é colocada entre as duas pernas)
e comichi (a corda passa pelas costas).
O equipamento de rapel é composto, além da corda, por outra corda de ancoragem,
um mosquetão com trava de segurança, um arnês, um cabo de segurança e um
descensor. Todos os praticantes devem usar capacete e luvas.
Pode saber mais através da Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada.

 

5. Orientação
Esta modalidade consiste na escolha do melhor trajeto entre pontos marcados num mapa
e materializados no terreno através de balizas de Orientação, procurando cumprir, no
mais curto espaço de tempo possível, um percurso sem qualquer auxílio externo que
não, eventualmente, uma bússola.
Os atletas dispõem apenas da sua condição física, capacidade de leitura do mapa e
capacidade de concentração para alcançar os seus objetivos.

Pode saber mais através da Federação Portuguesa de Orientação.

 

6. Trekking
O trekking é uma modalidade de caminhada (curta ou longa) por trilhos e montanhas
que une a atividade física saudável ao contato com a natureza.
Por ser uma atividade física de baixo impacto, é um excelente desporto que pode ser
praticado por qualquer pessoa saudável, desde os mais sedentários até os mais ativos e
em todas as idades.
As pessoas que praticam trekking aliam o prazer em disfrutar da natureza aos benefícios
da atividade física, tentando fugir do stress do dia-a-dia. Para quem não pratica
atividade física regularmente, o melhor é fazer algum exercício em caminhadas mais
curtas.

 

7. Montanhismo
Montanhismo é uma atividade que consiste na escalada/ascensão de montanhas. O
objetivo do montanhismo centra-se no cume. Atingir o ponto culminante de uma
determinada montanha ou o topo de uma falésia. Para tal, é frequente recorrer a técnicas
de escalada, daí confundir-se intimamente com essa atividade que não é mais do que
uma das suas disciplinas base, a par da marcha, esqui ou campismo/bivaque de
montanha.
O montanhismo diferencia-se do pedestrianismo pela sua maior dificuldade e diferença
de objetivos. E pode diferenciar-se, de certo modo, do alpinismo, que implica
geralmente maiores dificuldades, por estar associado a alta montanha, ou seja, terrenos
glaciares e/ou altitudes que obriguem a aclimatação.
É muito importante ter um certo equipamento mínimo para praticar o montanhismo:
alimentos (água e alimentos energéticos), roupas (calçados específicos, roupas de
acordo com o clima, cachecol, chapéu e óculos) e acessórios básicos (grampos,
mochila, bastão de trilha, corda, lanterna, navalha, apito, barraca, saco de dormir,
etc).

Pode saber mais através da Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada.